« Voltar

Implante

Para uma fácil compreensão, podemos dizer que implantes dentários são cilindros ou pinos de titânio fixados no osso que passam a funcionar como raiz artificial do dente. Podem ser colocados para substituição de um ou vários elementos perdidos.

No caso de pacientes edentados totais, usuários de prótese total, podemos colocar 2 ou mais implantes para possibilitar uma melhor fixação dessas próteses. São as chamadas overdentures (esquema ilustrado ao lado) que proporcionam uma fixação, funcionalidade e satisfação muito grande aos usuários de dentaduras. Ainda sobre reabilitação de edentados, a partir da fixação de 5 ou mais implantes (dependendo do caso), podemos confeccionar próteses totalmente fixa. São os chamados Protocolo de Branemark.

Esquema gráfico demonstrando os componentes e estruturação de uma overdenture (prótese total retida sobre implantes)

Estrutura (barra) fixada aos implantes que proporcionará a fixação da prótese através do encaixe dos clips na barra.

Visão interna da prótese com os clips que se fixarão à barra.

Sorriso com o trabalho finalizado

MODELO DE UM PROTOCOLO DE BRANEMARK
Modelo demonstrativo de uma prótese que será aparafusada (fixado) nos implantes previamente colocados na arcada.

Vista intra-oral dos implantes que receberão um protocolo Branemark.

Vista da prótese já instalada sobre os implantes

Visão total da prótese e sua articulação com a arcada superior

Visão interna da região dos implantes com os parafusos de fixação e espaços internos para higienização.

Imagem radiográfica
do trabalho

 

Coroas unitárias sobre implantes na região de incisivos laterais.

Reabilitação de toda arcada usando implantes e coroas sobres remanescentes dentários

Coroas metalocerâmicas já fixadas sobre os implantes e sobre os dentes

Sorriso após conclusão do trabalho.

As próteses fixas tradicionais, sem utilização de implantes, levam ao desgaste dos dentes vizinhos à ausência dentária. Com os implantes, esses dentes são preservados e mantidos íntegros.

De forma geral, os implantes dentários trouxeram uma melhoria significativa na vida e autoestima dos usuários de próteses fixa ou removíveis.

Implante Carga Imediata

O processo tradicional de colocação do implante é feito em duas etapas, compreendida em fase cirurgica (colocação do implante) e fase protética (colocação da coroa ou prótese sobre implante). Geralmente o intervalo de uma fase para a outra é de 3 a 6 meses, de acordo com o caso.
O chamado Implante de Carga Imediata permite ao paciente submeter-se a todas as etapas do processo tradicional, só que numa única consulta, e sair com o trabalho concluído. O procedimento chegou ao Brasil em 2000, mas já está sendo estudado desde 1994. Os implantes com carga imediata, apesar de serem mais atraentes por oferecer várias vantagens clínicas e estéticas, são vistos com cautelas tendo indicações precisas e cuidados específicos.

Podem ser feitos para substituição de apenas um dente ou mesmo em casos de edentados totais com a colocação de uma prótese total do tipo protocolo de Branemark. Caberá ao profissional avaliar de acordo com as condições osseas, funcionais e sistemica do paciente a melhor e mais indicada técnica de colocação de implante de ascordo com o caso e paciente.

Abaixo, temos ilustração de dois casos clínicos. Um de extração com posterior colocação de implante carga imediata e outro de um edentado total.

Implante Carga Imediata Protocolo

Implante Carga Imediata Unitária Anterior